Afinal havia outra

Andei eu a dizer isto tanto tempo e o pessoal a pensar que andava a fumar coentros.

A ideia de que a emigração portuguesa é hoje feita de pessoas altamente qualificadas “é uma ilusão”, diz o investigador João Peixoto. “A maioria das saídas não são de mestres e doutores”, sublinha, se é verdade que aumentaram as saídas de qualificados, isso também é reflexo de um país mais escolarizado, mas o grosso dos que emigram “continua a ser de pessoas mais pobres e pouco escolarizadas” (…) João Peixoto nota que nos anos 1960 estava-se a falar “de camponeses, muitas vezes analfabetos, que saltavam a fronteira a salto, hoje quando se fala de baixas qualificações está-se a falar do ensino obrigatório”.”

Sempre é mais facil fazer reportagens no aeroporto quando o filho de algum amigo parte para o estrangeiro, é mais complicado ir ao interior noticiar as partidas das camionetas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s