Uma questão de esgaramanteação

Os Neandertais tinham biceps e triceps excepcionalmente grandes, até recentemente era assente que este facto se devia ao lançamento das lanças na caça, no entanto uma nova pesquisa sugere que não era o acto de matar bicharada que resultou no desproporcionado crescimento dos músculos do braço direito e  sim a raspagem da pele do animal depois de morto.

“Neanderthals have really interesting upper bodies,” says researcher Colin Shaw, a biological anthropologist at the University of Cambridge in England. “If you and I are both right-handed, you’d expect 4 to 13 percent asymmetry between our arms. Neanderthals have up to 50 percent or more asymmetry. They were doing something with their dominant arms that were either more intense or repetitive or both than we do today. The only population of modern people that we see who are similar are tennis players, who hit tennis balls many, many years aggressively.” (Live Science)

É engraçado como os cientistas vão encontrando justificações para explicar algo de que eles não têm provas, cada um puxa duma explicação mais ou menos plausível achando que a própria é a melhor, ao contrário das outras. Daqui a uns milénios dir-se-á que os actuais cientistas desenvolveram uma pele demasiado fina devido à raspagem em actividades auto-eróticas excessivamente zelosas.

3 thoughts on “Uma questão de esgaramanteação

  1. Eu prefiro a teoria de que as mulheres eram muito mais altas do que os homens, e eles tinham de se esticar para lhes poderem apalpar as mamas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s