Corte e pespega

«É desoladora, sem conserto nem cura, a obstinação nacional da crítica injuriosa e do maldizer, palavreado pelo gosto do palavreado, botar figura seja de que modo for, a querer provar que se sabe da poda, que se tem voz na matéria, se é incontornável presença, se nasceu tribuno e detentor exclusivo do único bom caminho.
Cafés raro frequento, cortei na leitura de jornais, e agora ponho de parte os blogues onde, com as fortes certezas da vaidade, me explicam os males nacionais da economia e da política, os erros de quem manda ou de quem mandou.
Não há volta a dar-lhe e com tristeza o repito: continuamos irremediavelmente os Alpedrinhas “das nossas terras palreiras da vanglória e do vinho”. E para quê, senhoras e senhores? O palavreado não convence, a ninguém engana, se alguma coisa prova é o mau fado de querer poder, mas empurrando para outros a responsabilidade e o esforço.»

«Under German law, power companies have to take a series of legal steps before cutting off someone’s power, including warning them multiple times. There are also protections making it harder to cut off power to vulnerable people, such as the disabled. But simply being unable or unwilling to pay bills is not a valid excuse.»

«Algunos agentes de policía presentan contusiones y ‘mordeduras humanas‘. Ninguno de los 25 detenidos en las manifestaciones ‘estudiantes’ era alumno del instituto de Valencia.»

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s