E vamos chamar-lhe ‘Jaquim

Cientistas russos conseguiram «ressuscitar» uma Sylene stenophylla, da Idade de Gelo. As sementes encontradas no interior da toca de um esquilo, datam de há cerca de 30000 anos. «The plant owes its miraculous resurrection to a team of scientists led by David Gilichinsky, and an enterprising ground squirrel. Back in the Upper Pleistocene, the squirrel buried the plant’s fruit in the banks of the Kolyma River. They froze.» A planta «ressuscitada» é muito semelhante  à sua versão moderna, que ainda cresce naquela área do nordeste siberiano.

Os russos recuperaram as sementes depois de investigar dezenas de tocas de esquilos escondidas sob depósitos de gelo na margem oriental no rio Kolyma. As tocas estavam a cerca de 38 metros abaixo do subsolo, em camadas contendo ossadas de grandes mamutes, rinocerontes, bisontes, cavalos e veados. «Se tivermos sorte, poderemos também encontrar algum tecidos de esquilo congelado», disse Stanislav Gubin, um dos autores do estudo, acrescentando: «E tal poderia levar-nos directos ao mamute» e a esperança de que o icónico mamute da Idade do Gelo possa também ser «ressuscitado».

Eu já vi um filme cheio de lagartagem malvada e aquilo não acabou bem.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s