Pieguices

«A third defeat in a row to the Welsh was always going to be hard to take but the manner of this two-point loss — after a contest Ireland should have wrapped up long before Leigh Halfpenny’s last-minute winning penalty — leaves the Irish regarding their assignment in Paris with all the enthusiasm of hobbits heading to Mordor.» Entrega, lealdade competitiva e atitude de conquista.

«(…)Bill Beaumont, ouvi-o, inflamado, dizer-me: viste isto? Respondi-lhe que sim e que achava ter sido um gesto gratuito, despropositado e inqualificável para mais num capitão da equipa nacional. Mas também acrescentei, sem retirar qualquer das qualificações, que estavamos mais perante aparência do que realidade. Falavamos, é claro, sobre a considerada – e assim presumida pelos  cerca de 3 mil espectadores que estavam no Estádio Universitário – cabeçada que o capitão João Correia teria enfiado a um inglês que víamos estendido no campo. Tentei explicar, porque, por mero acaso, estava a olhar para o local durante a paragem do jogo, que o gesto havia sido um estúpido mas mero encostar de cabeça. Mas o antigo capitão da Inglaterra e dos British Lions estava demasiado indignado para encarar a hipótese. E a posição de gloriosa superioridade do velho British Empire também não ajudava – um dos deles estava no chão, a torcer-se e isso bastava para a presunção. Sir Beaumont não queria ouvir mais nada. No sábado, no Escócia-Inglaterra, o capitão inglês Chris Robshaw encostou a cabeça – igualzinho ao João Correia – ao formação escocês, Chris Cusiter. Nada se passou, ninguém caiu – e julgo que também não terá havido nenhuma particular reacção de indignação por parte de Bill Beaumont. Tão pouco qualquer exigência de verificação vídeo por parte dele ou de outro qualquer inglês assistente ao XV Português – England Students. A diferença? A diferença esteve apenas no carácter dos opositores! Para um mesmo gesto, o escocês comportou-se com a dignidade exigível num momento daqueles – não estremeceu e mostrou ao que estava: para jogar sem se deixar intimidar; para um mesmo gesto, o student inglês comportou-se como um aprendiz de chico esperto da escola da rua e tentou fugir às responsabilidades atirando-se deliberada e dramaticamente para o chão, deixando aos espectadores a convicção do sofrimento de violentíssima repugnante agressão. Resta o facto. De um gesto desajustado ao espaço desportivo de um campo de jogo o carácter de um e outro dos visados, fez a diferença essencial: João Correia, capitão da selecção portuguesa, está suspenso da actividade de jogador; Chris Robshaw, capitão inglês, vai continuar a jogar e a capitanear a Inglaterra. Tudo por causa do outro.»

Este não é um post político.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s