Senhora de índule duvidosa que o deu à luz

Só um país deficitário em valores morais e cívicos pode encaixar, com paciência de boi manso, admite tais imundícies da boca descontrolada dum palhaço grotesco como governante.

Existe um conto infantil de uma viúva que tinha uma filha feia e má e uma enteada linda e boa, esta, por ter sido generosa para com uma fada, disfarçada de velhinha pobre e sedenta, passou a deitar rosas e pedras preciosas pela boca quando falava, ao passo que a outra, por não ter sido boa, foi fadada para deitar sapos e répteis repelentes quando falava.

Jardim é a filha feia e de boca suja, da dele também saem a cada passo batráquios e répteis e outras viscosidades.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s